Conheço Gorbachev?

Na quinta-feira, recebo um pedido do Davizinho para antecipar o horário de gravação do podcult. O motivo: ele teria um compromisso a tarde. Ele me contou que iria para uma cabine para ver o documentário Gorbachev.heaven, que está no festival É Tudo Verdade, para escrever uma crítica para um site onde ele trabalha. Após ele ver o filme, eu perguntei se tinha gostado. Ele falou que sim, mas falava das contradições de Mikhail Gorbachev em sua velhice em Moscou.

Davizinho é um crítico de cinema e eu sou um desocupado muito ocupado. Eu conheço a história soviética na Era Gorbachev por ler muito sobre o assunto. Ele liderou a União Soviética entre 1985 a 1991 conduzindo reformas políticas e econômicas conhecidas como Glasnost e Perestroika respectivamente. O mundo ficava admirado com um sujeito do alto dos seus 50 anos que sorria facilmente em seus encontros com o povo nas ruas onde podia conversar sobre as agruras do sistema soviético.

O desmonte da cortina de ferro na Europa Oriental como parte da política soviética Casa Comum Europeia que culminou na queda do Muro de Berlim em 9 de novembro de 1989. Sem contar o fato de lidar com o acidente nuclear da usina de Chernobyl onde uma falha humana junto com os problemas estruturais dos reatores nucleares RMK mostrou que a nação que se orgulhava por dar problemas para os Estados Unidos se tranformou em uma sucata da história por não acompanhar o ritmo econômico americano.

Davizinho comentou comigo sobre as contradições de Gorbachev em sua velhice. Não é para menos. Em Moscou, o líder soviético está em um ostracismo histórico por ser o principal culpado do fim da União Soviética em 1991. As coisas pioraram quando ele foi garoto-propaganda da rede de pizzarias americana Pizza Hut em 1998 quando a farra selvagem da economia de mercado fez estragos na vida russa com a maxidesvalorização do Rublo ordenada por Boris Ieltsin.

A Rússia contemporânea não tem mais o brio de democracia que vivia na Era Gorbachev. Putin controla com mão de ferro o destino da nação e não quer largar o osso. As repúblicas soviéticas vivem as crises políticas junto com a grande demanda por recursos naturais como minério, petróleo e gás. O senhor que está prestes a completar 90 anos ainda está perdido no mundo e nas suas contradições. Porém, Davizinho pode conhecer a história contemporânea de um idoso que mora em uma dacha moscovita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s